domingo, 19 de junho de 2016

Cho Ikimonobakari - o best dos 10 anos da grande estréia.

O dia 13 de março de 2006 foi um fato de grande importância pra banda, pois foi onde tudo começou (não exatamente pois a banda foi criada no ano de 1999 em fevereiro e formou trio em novembro mas não vem ao caso) com seu primeiro trabalho pela gravadora Epic Records Japan (selo da Sony Music Japan), com a música 'SAKURA' eles fizeram dela seu primeiro hit ao público japonês e assim conquistando aos poucos o seu espaço entre as bandas pop/rock e depois se consolidando entre as conhecidas da música popular do Japão.

O começo do novo álbum.

O anuncio da coletânea saiu bem no começo de novembro na época que estava lançando seu 31º single (Love to Peace/ Mudai Tookue), mas este álbum especial já estava sendo planejado desde depois da época da turnê, a banda juntamente com sua equipe se reuniram pra discutir sobre esse novo best que comemoraria o decimo aniversário da estréia major da banda.

Como foi lançado.

Em dezembro bem na época dos 100 dias antes do lançamento teve o anúncio que no dia 08 o começo da pré venda pela internet e também as primeiras informações de que o álbum vai ser lançado em duas edições com 3 e 4 discos e além dos itens exclusivos como os Posters e a tradicional toalha.
(c)2015 LAWSON.
O box vendido online junto com os itens exclusivos.

Músicas Inéditas e Regravações.

Na época do natal foi anunciada a primeira canção inédita que foi "Ikou"  (いこう/vamos) que foi mostrada no inicio de 2016 como tema de comercial da corrida de cavalos.
(comercial da Japan Racing Association)

Também foi anunciada três regravações, a música "Koisuru Otome -Gekijou hen-" que ganhou um novo arranjo desde a época da turnê FUN! FUN! FANFARE!, a canção "Manatsu no Elegy" do segundo álbum independente e Nostalgia que foi regravada como versão original ( que foi modificada apenas no fim do primeiro refrão).

A segunda canção inédita foi "Tsubasa" (翼 / Asas) que foi tema de uma instituição financeira que será apoiadora dos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020.
(comercial da Sumimoto Mitsui  Banking Corporation)

A terceira canção inédita foi a canção "SWEET! SWEET! MUSIC" que foi tema do dorama de comédia romântica do canal japonês TBS.
(trailer do drama "Watashi Kekkon Dekinai Janakute, Shinain desu")

A quarta e última canção inédita foi "Bokura no Yume" ( ぼくらのゆめ / Nosso Sonho ) que foi tema do comercial de bebida.
(comercial da bebida "Sokenbicha" da Coca Cola Japan)

Lançamento no exterior.

O álbum foi lançado físico em Hong Kong e Taiwan e no da 18 também no iTunes na Ásia (Hong Kong, Filipinas, Taiwan, Filipinas). Mas a grande surpresa foi mais tarde pois a banda tinha liberado o para outros países como o Brasil.
https://itunes.apple.com/br/album/chou-ikimonobakari-tennen/id1089186106
Imagem da pagina iTunes.

O álbum também foi liberado via streaming pelo serviço de música Spotify.
https://play.spotify.com/album/6CM8A3Uhws8mAcNOxpBRNq?play=true&utm_source=open.spotify.com&utm_medium=open
Imagens do aplicativo Spotify.

Vendas e posições.

Logo nas primeiras semanas o álbum consegue na primeira semana ficar entre o primeiro lugar consecutivo e durante quatro semanas entre o TOP 10 da Oricon Chart. (segundos dados acompanhados pelo site generasia.)

E com mais de 250 mil cópias vendidas eles conquistaram o disco de platina pela associação de gravações (RIAJ).

Conclusões sobre o álbum.

A seguir comentários imparciais entendam...

Com certeza foi um lançamento bem inesperados para os fãs que esperavam mais um outro álbum ou até algo especial como um best das b-sides (que acabou saindo como CD bônus na edição limitada) ou algo mais acústico ou tributo, e por isso o ponto negativo foi do tempo apesar de lembrar que foi um álbum comemorativo pela estreia como banda major e esse é um fato relevante pra qualquer banda; E a versão nova da épica 'Nostalgia' -Original lyric- que pra mim poderia ser chamada de -indie 2016 ver.- ou etc não importa o fato de terem mudado uma frase não explica nada mas foram importante pra eles.

O ponto positivo foram as canções inéditas que apesar de não terem tido tanto destaque como o best anterior (temos a música 'Arigatou' como exemplo) foram boas como o pop viciante com 'Sweet! Sweet! Music!' e até nas ballads como 'Bokura no Yume' (que em depois de uns meses se torna single também) foram de destaque para esse álbum, sem falar nas b-sides no disco extra tivemos as canções originais que não foram lançadas em discos recentes que precisam ser relembradas pelos fãs pois faz parte da história deles. A regravação de 'Manatsu no Elegy' foi muito boa pra esse álbum também e merece o destaque também. Mas o melhor ponto foi deles terem liberado o best digitalmente para os estrangeiros (apenas América Latina nós confirmamos, pois como exemplo nos E.U.A o álbum não foi liberado).

Então é isso!
Que vocês acham desse best?
Comentem e participem...
Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário